RSS

CLASSIFICAÇÃO E USOS DA PALAVRA “QUE”.

a) Substantivo:

desde que haja determinante (artigo, numeral ou pronome adjetivo). Aparece sempre com acento

circunflexo.

Exemplos:

Ela sempre tem um quê de felicidade nos olhos.

Naquela prova, dois quês salvaram a minha pele. Este quê sempre causa algum problema.

b) Interjeição:

seguido de ponto de exclamação. Exprime emoção ou admiração. Também acentuado.

Exemplo:

Quê! Você por aqui?!

c) Advérbio:

denota intensidade. Equivale a quão. Precede um adjetivo em frases exclamativas.

Exemplo:

Que lindo está o dia!

d) Pronome adjetivo:

em orações interrogativas (pronome interrogativo) e exclamativas (pronome indefinido).

Exemplos:

Que horas são?

Que trabalho espetacular!

Página 6

Matérias > Português > Gramática > Significação das Palavras

e) Pronome substantivo:

em orações interrogativas (interrogativo) e em orações exclamativas (indefinido).

Exemplos:

Que disseste?

Que preguiça!

f) Pronome relativo:

inicia orações subordinadas adjetivas; sempre retoma o termo antecedente posto na oração principal.

Exemplo:

Nunca comprei o livro que eu quero. (= eu quero o livro). Neste caso a palavra “que” refere-se ao

antecedente o livro.

g) Conjunção:

pode ser coordenativa (aditiva: = e), (adversativa: = mas) (explicativa: = pois).

Exemplos:

Fala que fala e não o entendemos. Outro que não eu irá ao escritório. Volte rápido que tenho pressa. Pode

ser subordinativa. Vejam-se as orações subordinadas substantivas e as subordinadas adverbiais.

h) Preposição:

Equivale a de.

Exemplo:

Tenho que sair mais cedo. (= Tenho de sair mais cedo.).

Notas:

Na expressão é que, 1. , funciona como partícula de realce (expletiva). Exemplo: Isto é que é trabalho!

2. Em final de frase sempre se acentua a palavra “que”.

7 comentários:

Anônimo disse...

Melhor, peço vênia para dizer, seria consultar o site do prof. José Perea Martins sobre todas as funções sintáticas e morfológicas da palavra QUE.
Acesse: www.alfabetosemamarras.org
Desculpe-me pela sugestão.
João Eduardo Martins

Anônimo disse...

Adorei,estava muito bem esplicado.Obrigada!
eu voltarei sempre...
:)

Anônimo disse...

bom, muito bom,mais poderia aprofundar

Anônimo disse...

Os brasileiros, que só têm deveres, são frequentemente humilhados pelos brasileiros, que só têm direitos.

Usando seus conhecimentos sobre Orações Subordinadas Adjetivas, explique por que a oração é contraditória. Proponha uma nova redação para o período a fim de que não haja mais contradição.

Anônimo disse...

Observe os dois períodos compostos seguintes Utilizando seus conhecimentos sobre Orações Subordinadas Substantivas, classifique-os e indique a diferença de sentido que há entre eles:

Diga se você me quer.
Diga que você me quer.

Anônimo disse...

Entendi tudo direitinho.Maravilha!

Anônimo disse...

g.ostei,é sucinto mas é bem explicado

Postar um comentário